quarta-feira, 16 de março de 2016

Sangue “à venda” em supermercado para conscientizar sobre doação de sangue







Quem fizer compras no supermercado Perim da Mata da Praia, em Vitória, no próximo sábado (19), vai se deparar com uma geladeira cheia de bolsas de sangue (suco de morango com gelatina) à mostra.


Na etiqueta, o tipo sanguíneo, o preço e uma mensagem: “Se conseguir sangue fosse tão fácil, não estaríamos chamando sua atenção para a importância de doar”. Após o susto inicial e reações variadas, o cliente será abordado por um jovem que explicará a importância de doar e deixará um folheto explicativo.
Cerca de 20 jovens estarão no estabelecimento fazendo o trabalho de conscientização, enquanto outros 30 vão doar sangue no Centro de Hemoterapia e Hematologia do Espírito Santo (Hemoes), em Maruípe. Simultaneamente, nos arredores do banco de sangue, cerca de 50 jovens estarão distribuindo material informativo nos semáforos. A ação, que acontecerá entre 8h30 e 12h, é uma iniciativa da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) e marca o início da “Maratona pela Vida”, que vai até o próximo sábado (26).
O projeto acontecerá durante sete dias, onde grupos com cerca de 30 jovens irão doar sangue no Hemoes. Segundo o hematologista da unidade, José Robson Venturim, a ideia de dividir os doadores em dias diferentes vai contribuir para o melhor aproveitamento do material colhido. “Não temos condições de atender 300 voluntários em um só dia. Quando temos várias pessoas, doando em dias diferentes, o material é aproveitado de forma mais eficiente e satisfatória”, disse.
Para o líder de jovens da IASD no Espírito Santo, Paulo Prazeres, a iniciativa é necessária para chamar a atenção da população e, da mesma forma, incentivar a regularidade nas doações de sangue por parte dos jovens. “Criamos um clube de doares que, em uma semana, alcançou quase 100 adeptos. Queremos conscientizá-los que doar sempre que possível é necessário”, disse.
Quem já precisou de sangue entende a urgência da ação, como a secretária Kalila Pires. Ela não pode doar, mas vai participar panfletando. “Passei por uma cirurgia e sei como foi difícil conseguir doadores. Estarei lá contando minha experiência e ressaltando que um gesto tão simples pode realmente salvar vidas”, disse.
Milhares em prol do próximo
Assim como a doação de sangue, outras ações sociais acontecerão simultaneamente em 151 países e vão envolver mais de oito milhões de pessoas. Elas fazem parte da comemoração do Dia Mundial do Jovem Adventista (19 de março). No geral, os grupos farão doação sangue, visitas orfanatos, asilos, creches, limpeza de áreas públicas, entrega de cestas básicas, distribuição de livros, entre outros. Só no Espírito Santo, mais de 25 mil pessoas estarão envolvidas.
Em Nova Almeida, Serra, por exemplo, a partir das 14h30, um grupo com cerca de 100 motociclistas fará uma “motociata”. Com um apoio de 50 adolescentes e jovens a pé, vão distribuir panfletos de alerta à população. O objetivo é combater o mosquito Aedes aegypti. Já na praça de Eldorado, também na Serra, cerca de 50 jovens prestarão serviços de saúde à comunidade local, como aferição de pressão e conscientização sobre o zika vírus e combate ao fumo. A ação começa às 15h.

SOCIAL MEDIA

MARCADORES