sexta-feira, 25 de março de 2016

'Ele foi um guerreiro, lutou até o fim' diz mulher de ator que fez Pedrinho

Daniel Lobo começou a ter sintomas de doença há apenas cinco semanas. 


Daniel Lobo como Pedrinho no Sítio do Picapau Amarelo (Foto: Reprodução/TV Globo)

Daniel Lobo como Pedrinho no Sítio do Picapau Amarelo (Foto: Reprodução/TV Globo)
O ator de 43 anos, que morreu na noite de quinta-feira (24) em decorrência de um tumor, era casado há seis meses com a regente de coral Flávia Sebold e planejava ter um filho ainda em 2016. Segundo a mulher, os sintomas começaram a aparecer há apenas cinco semanas.
Daniel e Flávia eram casados e moravam em Florianópolis (Foto: Facebook/Reprodução)
Daniel e Flávia eram casados e planejavam ter
um filho neste ano (Foto: Facebook/Reprodução)





Em uma rede social, ela postou nesta manhã: "Hoje uma parte de mim se foi. Daniel Lobo, meu primeiro namorado, meu esposo, meu homem, meu amor. Não sei como dizer a falta que você me faz. Você foi um guerreiro. Lutou bravamente nestas últimas semanas. Lutou bravamente hoje. (...) Te amo para sempre", declarou
Tumor no aparelho digestivo
Segundo Flávia, Daniel morreu devido às complicações de um tumor no aparelho digestivo. “Ele começou a ter uma espécie de alergia, muita coceira na pele, há cinco semanas. Depois, passou a ter icterícia, um mal-estar contínuo”, relatou.

Flávia diz que o ator consultou vários médicos, primeiro um alergista e depois um clínico, que identificaram alterações nos exames de sangue. Neste meio tempo, em uma viagem para apresentar a peça "Nise da Silveira - Guerreira da Paz" em São Paulo, passou mal gravemente e procurou um hospital. Lá, ficou internado por uma semana e retornou a Florianópolis, onde morava com a mulher.
O casal decidiu dar continuidade ao tratamento em Tubarão, pois a família de Flávia é natural do município e reside no local. No hospital da cidade, ele passou por uma cirurgia complexa para remoção de um tumor.
“A cirurgia a que foi submetido é a mais complexa do aparelho digestivo e ele respondeu muito bem ao procedimento. Na quarta-feira, estava bem, conversou comigo, mas nesta quinta, às 9h, entrou em choque séptico. A equipe médica me informou que ele podia não sobreviver. Pedi para conversar com ele. Disse: ‘Você é o amor da minha vida, você não pode partir, vai ser o pai dos nossos filhos', foi impressionante, a pressão dele, que estava em zero, passou para 12 por 7. Ele foi um guerreiro, lutou até o fim”, contou muito emocionada.
Daniel acabou não resistindo e morreu às 19h40 de quinta-feira no hospital.
Atos fúnebres
O velório ocorre na Capela e Funerária Renascer, na avenida Marcolino Martins Cabral, no bairro Passagem, em frente à igreja Santa Teresinha, onde haverá uma celebração religiosa às 15h. Depois, o cortejo segue para o cemitério municipal de São Ludgero, município próximo, no qual haverá outra celebração às 16h seguido de enterro.

Segundo Flávia, o enterro em São Ludgero se justifica pela presença de familiares na cidade e, sobretudo, pelo túmulo do pai dela no município. “Aqui vamos cuidar dele para sempre”, contou.

Carreira
Atualmente, o ator se dedicava ao teatro.Ele atuava na peça "Nise da Silveira - Guerreira da Paz", sobre a história da psiquiatra alagoana discípula do psicanalista alemão Carl G.Jung. Ele também era o diretor do espetáculo. Em Santa Catarina, a peça foi encenada em Florianópolis em julho do ano passado.

A peça estava sendo apresentada no Museu de Arte de São Paulo (Masp). Porém, após seis semanas, ele precisou interromper a peça por motivos de saúde.


Michael Douglas se diz bem após batalha com câncer

Ator revelou que já se sente recuperado. O tratamento pelo qual o astro teve que passar foi tão duro que ele chegou a perder mais de 60 quilos em um ponto.

michael douglas

Diagnosticado com câncer na garganta no estágio quatro, em 2010, Michael Douglas passou por tratamento é já se diz otimista sobre sua saúde. O ator mal pode esperar para voltar a atuar, segundo a USA Today.

“Até agora tudo está indo bem. Fiz minha revisão dos seis meses há dois dias atrás. Estou trabalhando muito. Acabo de receber um ótimo material para analisar”, disse.

O tratamento pelo qual o astro teve que passar foi tão duro que ele chegou a perder mais de 60 quilos em um ponto. Quando veio a publico falar sobre a doença pela primeira vez, Michael confessou que tinha dificuldades em perdoar os médicos que falharam em diagnosticar o câncer.

“Eu cheguei a me consultar com vários médicos em janeiro e fevereiro, e eles não conseguiram detectar nada, e apenas me deram antibióticos. Então, resolvi ver outros médicos em Maio, e nada. Quando minha língua começou a incomodar, em agosto, fui até o médico e disse: ‘Tem algo de errado'”, contou o ator de ‘Wall Street: O Dinheiro Nunca Dorme’.

“Entendo que é um câncer muito difícil de ser detectado. Estava embaixo da língua, e não é algo comum, mas ainda continuo fazendo minhas pesquisas sobre o assunto. Eu diria que não perdoei… estágio dois teria sido bem melhor que estágio quatro”.

Fonte: Combate ao Câncer

SOCIAL MEDIA

MARCADORES